Projeto Dança de Rua em Ubá

0

Sayerlac de Viçosa investe no projeto “Dança de Rua” em Ubá

Cerca de 200 jovens da cidade participarão de projeto

Em reunião realizada no dia cinco de outubro, a Prefeitura de Ubá, a empresa Renner Sayerlac e o Núcleo de Arte e Dança, de Viçosa, firmaram parceria para implantar o projeto “Dança de Rua” atendendo inicialmente, 200 adolescentes ubaenses de ambos os sexos, de doze a dezoito anos de idade, priorizando os bairros Vila Casal, Antonina Coelho, Pires da Luz, São Domingos e São João,
com investimentos de 144 mil reais através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, patrocinados pela Renner Sayerlac, de Ubá.

O projeto será ministrado por instrutores de Viçosa, que formarão monitores entre os alunos ubaenses e, por conseguinte, reaplicarão a proposta e as técnicas em diversos bairros da cidade já no próximo mês.

Patrícia Lima, Diretora do Núcleo de Arte e Dança, de Viçosa, afirmou: “esta parceria é mais um importante projeto e mais uma grande oportunidade de inclusão social que busca a cultura da dança e da música como instrumentos de educação e conscientização contra a violência e contra as drogas, visando integrar os jovens no seio de suas famílias e nas comunidades onde vivem.”

Luiz Carlos Coelho, Gerente da Sayerlac mostrou-se muito satisfeito com a parceria e segundo ele, “participar de um projeto de um alcance social como este, que tem credibilidade e trará a inclusão social para centenas de jovens, integrando-os nos caminhos da humanização e da dignidade é um dever que não tem preço.”

Jean Carlo Nascimento, bailarino e instrutor, contou como começou a participar do “Dança de Rua” em Viçosa, atividade que hoje exerce profissionalmente e que trouxe inúmeras oportunidades de ajudar outros jovens como ele, buscando trabalho, educação e cultura.

O Prefeito Vadinho Baião agradeceu à Sayerlac, através do Gerente Luiz Carlos Coelho, pelo investimento que viabilizou o projeto, agradeceu também aos representantes da imprensa ubaense presentes no encontro e mostrou-se ansioso em ver o projeto funcionando para promover a inclusão social, a arte, a educação e a cultura como instrumentos para mudar para melhor a realidade
de centenas de jovens ubaenses, oferecendo-lhes a oportunidade de buscar novos caminhos que levem a um futuro melhor.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here