B.Boying – Freezer Venho nesta postagem relatar a nossa 13ª Aula, na qual conhecemos vivenciamos o Freezer e iniciamos a montagem de nossa segunda coreografia.

Iniciamos a aula com uma conversa importante a respeito do nosso compromisso com as aulas da oficina, em todas as aulas um ou outro falta, e poucos justificam ou avisam préviamente, o que pode vir a prejudicar o crescimento da equipe, principalmente em relação ao desnível técnico, porque depois será notório ver uns melhores do que outros, sabendo mais movimentos novos do que outros, mesmo aqueles que tem dificuldades motoras, se desenvolvem quando participam regularmente das aulas.

Temos alguns compromissos para honrar, fomos convidados para atuar num evento de uma igreja evangélica em Arapiraca, e o desafio é levar além de nossa primeira coreografia, mais dois novos trabalhos, o que fica complicado iniciar a montagem da nova coreografia com essa falta de responsabilidade de alguns. Ainda bem que no fim da conversa, todos decidiram abraçar a causa da oficina e continuar a vir normalmente aos ensaios, assim, como no início, exceto um dos alunos, que comentou com a turma estar vivendo uma vida muito turbulenta em relação a responsabilidades… mas ainda em relação a isto, sabemos que mesmo assim, podemos nos organizar, pois nossos encontros só acontecem semanalmente, e tem meses que só acontecem quinzenalmente.

Bom gente, depois de conversarmos sobre a responsabilidades de todos enquanto alunos da oficina, expliquei a turma o que faríamos durante a aula, nesta, lembramos teóricamente o que é o FREEZER dentro do B.boying. Vimos que é o congelamento de um determinado movimento, geralmente por 2 ou 3 segundos. O freezer é a finalização da performance do B.Boy, para alguns B.Boys inclusive, ele representa é a assinatura do dançarino, e não pode acabar de qualquer jeito, tem que acabar com estilo.

Alongamos e nos preparamos físicamente para esta atividade, depois de aquecidos, executamos alguns exercícios para os membros superiores (os braços), pois os freezers exigem bastante força dos braços do B.boy. E logo após, executamos um tipo de freezer chamado de Baby freezer, tanto para o lado direito, quanto para o lado esquerdo. Alguns ainda conseguiram evluir o baby freezer para o Tilting Tower Freezer (nessa posição, o b.boy forma com o corpo um desenho semelhante a uma torre inclinada). Mas como o treino desse freezer é bastante cansativo, nenhum dos alunos estavam mais com força para tentar novas tipos de freezers. Existem muitos, mas conheceremos outros em nossa próxima aula.

Mas a nossa aula não parou por aí, descansamos um pouco e logo em seguida, iniciamos a montagem de nossa segunda coreografia, com a proposta técnica de utilizar muitos movimentos aprendidos nas aulas de Popping e de B.Boying, assim como aconteceu em nossa primeira coreografia, que na época estávamos conhecendo o Locking.
Quanto à mensagem que trataremos de transmitir, nesses últimos dias, meu coração tem se voltado muito para aquela passagem da bíblia que está lá em Salmos 30:5
“O choro pode durar por uma noite toda, mas a alegria vem logo pela manhã”
Esse versículo tráz a luz a idéia de que por mais que uma determinada situação esteja difícil, e complicada a ponto de nos fazer chorar de dor, e nos deixar aflitos, em Deus há uma esperança de viver em Alegria.

Além disso, durante a própria montagem vi o quanto que os movimentos tinham haver com um mar (por causa das ondas, os movimentos de Waves que fazíamos do Popping), e na movimentação, esse mar se abre e imediatamente vem um povo passando pelo meio. Isso me lembra aquela passagem bíblica de Moisés e do povo de Israel quando estavam diante do Mar Vermelho, da ousadia e confiança de Moisés em Deus de que Ele seria fiel para abrir o mar (que naquele momento, era a única coisa que tirava a paz daquele povo, e quando ele milagrosamente se abriu ao meio, o povo passou feliz, agradecidos a Deus e declarando a sua libertação do Egito, com danças e instrumentos musicais.

Eu acredito que não só por uma noite toda, mas por inúmeras noites aquele povo chorava com a situação de escravidão a que estavam submetidos no Egito. E enfim, o dia da Alegria chegou, e aquilo foi fruto da fidelidade de Deus com aquele povo. É sobre essa fidelidade que eu estou falando.
Em breve, discutiremos mais sobre essa palavra em nossas aulas.

Segue abaixo alguns vídeos que filmamos durante a montagem da coreografia, todos gostaram muito dos movimentos, realmente estão muito interessante.

E em se tratando da aula, estou muito feliz, com tudo, com a colaboração e o esforço de todos os alunos, vocês cresceram bastante já, e isso me enche os olhos de lágrimas, mas com muita alegria.

Gente, não esqueçam de treinarem os movimentos da coreografia para não esquecerem, e inclusive, o freezer que aprendemos, continuem treinando também…

Até a próxima aula…

Um forte Abraço a todos…

Na graça e no amor de Cristo…

Fonte:http://hiphopbelem.blogspot.com/2009/08/13-aula-bboying.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here