O palco principal do Theatro José de Alencar (Centro) abre espaço nesta terça-feira (1º) para a rica e significativa arte surgida nos guetos norte-americanos e disseminada mundo afora. Intitulado Siará Hip Hop – O Hip Hop em Alta Temperatura!, o evento idealizado pela Força Hip Hop com o apoio institucional da ONG La-FEME – Luta Feminina pela Emancipação da Mulher Explorada, consiste num festival que reúne os elementos e categorias do movimento-cultura no Ceará.

Com a entrada franca e voltado a todas as idades, o palco será destinado a apresentações diversas de grupos de rap, bem como equipes de break dance, grafiteiros e DJs. O objetivo do evento em questão é, sobretudo, reforçar o trabalho de formação de plateia para o hip hop e trazer perspectivas para artistas das classes mais desfavorecidas, atuando com o conceito da economia da cultura.

Eminentemente vinda das ruas, a cultura do hip hop surgiu na década de 1970 como uma espécie de resposta à violência e aos conflitos sociais vigentes. Do bairro do Bronx, em Nova York, a cultura – que posteriormente alcançou status de movimento – ganhou literalmente o mundo, chegando ao Brasil pelo estado de São Paulo, uma década depois.

Música, dança, poesia e pintura passaram a ser traduzidos como rap, break e grafiti, formando assim a chamada sagrada trilogia do movimento.

De representantes, o hip hop colocou em cena DJs como Afrika Bambaataa, Kool Herc e Grand Master Flash; no Brasil, o b-boy (dançarino de break) pernambucano Nelson Triunfo e o rapper paulista Thaíde (que fez dupla com o DJ Hum) ainda dão o seu recado. Com o Siará Hip Hop, porém, a oportunidade de ver também as várias pratas da casa.

SERVIÇO

Siará Hip Hop: O Hip Hop em Alta Temperatura! – Hoje (1º), às 17h, no palco principal do Theatro José de Alencar (Praça José de Alencar, s/n – Centro). Entrada franca. Outras informações pelos fones 3101 2583 (TJA) / 3481 0292 (La-FEME).

Fonte:No Olhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here