Portal G mantém um guia completo sobre os principais destinos LGBTs da cidade
Ao abrir as cortinas do palco principal na arena do Centreventos Cau Hansen, o Festival de Dança de Joinville deu início, no dia 21 de julho, a mais uma temporada de grandes apresentações. Até o final do mês, mais de 6,5 mil bailarinos, coreógrafos, professores e pesquisadores da dança do Brasil e do exterior estarão na cidade para participar de uma extensa programação artística e didática, destacando a cidade de Santa Catarina como palco de diversificadas apresentações.

Os espetáculos nos gêneros balé clássico, dança contemporânea, balé clássico de repertorio, jazz, dança de rua, sapateado e danças populares não se limitam ao grande palco – na Noite de Abertura, Mostra Competitiva, Noite de Gala e Noite dos Campeões –, são realizados também no Teatro Juarez Machado, com o Meia Ponta, e gratuitamente em Palcos Abertos nas praças, hospitais, shopping centers e bairros por toda a cidade.

Os 11 dias de imersão no mundo da dança proporcionam um mínimo de 240 horas de espetáculos – das quais pelo menos 170 são gratuitas. Dos 515 grupos inscritos para participar do Festival, com 1.836 coreografias, 26% foram selecionados, ou seja, de cada quatro grupos, um se classificou. Neste caso, participam do Festival deste ano 263 grupos com 618 coreografias, sendo que destes grupos, 134 são da Mostra Competitiva e o restante se apresenta no Meia Ponta e Palcos Abertos.

O Festival – maior e mais importante evento do gênero no País e maior do mundo, segundo o Guiness Book – é também referência no quesito didático. Os cursos, oficinas, workshops coreográficos, fóruns e seminários atraem e dão suporte técnico e teórico para os bailarinos estudantes da dança, com uma extensa programação.

Uma das principais características do Festival de Dança de Joinville é ser um imenso guarda-chuva da arte da dança. Fazem parte deste leque as apresentações gratuitas nos Palcos Abertos, a Rua da Dança, o Dança Comunidade, o Visitando os Bastidores, a Feira da Sapatilha, o Encontro das Ruas – focado na cultura Hip Hop – entre outros eventos.

O Festival e a Comunidade LGBT

Na Comunidade LGBT, bares e boates de Joinville, comemoram o movimento propiciado pelo Festival de Dança. Dos 6,5 mil bailarinos e profissionais que participam do evento, muitos fazem parte do meio colorido, o que faz com que muitos baladeiros de Santa Catarina, bem como de cidades como Curitiba (PR), escolham acidade para curtir balada durante este período, a fim de conhecer novas pessoas.

O Portal G mantém um guia completo sobre todos os principais destinos LGBTs de Joinville, através do G Fone: (0XX48) 8401-0506 – Escolha a opção 4 para Guia G, em seguida 1 para SC e 2 para Joinville. O Portal de Voz, é o primeiro do Brasil a destacar o público GLS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here