Bboys e show com Emicida foram atrações no Encontro das Ruas

0

Batalhas, disputas e muita arte envolveram o final de semana do Encontro das Ruas, uma das atrações do 28° Festival de Dança de Joinville. Há cinco anos, a organização do festival decidiu que precisava abrir espaço para a cultura hip-hop e montou o evento com grafite, rap, breaking e DJs. O encontro era realizado em apenas dois dias, mas depois do sucesso em 2009, mais dois dias foram acrescentados à programação. Assim, todo o universo da cultura urbana está em quatro dias de evento, com o auge da atração no fim de semana.

Foi no sábado que aconteceram as batalhas de b-boys e b-girls e de MCs. O breaking dos b-boys e b-girls tem a marcação forte na batida e é a dança da cultura urbana. “O nível de dança é muito bom no encontro, excelente mesmo”, define o b-boy e curador do encontro, Marcelinho Back Spin.

Adilson Francisco Gomes, 31 anos, mais conhecido pelo apelido de Piluca One, veio de Curtiba para acompanhar os colegas dançando. “Danço há dez anos e não vim participar das batalhas, só quero ver mesmo. Dois colegas do grupo Can Africa Spin estão participando”, contou depois de fazer uma performance em uma roda de b-boys.

Já Raquel Silva de Mello, 23 anos, está em Joinville pelo terceiro ano seguido e veio para competir. “Não sei como vai ser, mas estou aqui para isso”, disse ela que é de Porto Alegre e trabalha como babá.

Para o grafiteiro Trampo, que também é curador do encontro, essas atividades urbanas ajudam o jovem a canalizar as energias. “É do comportamento do jovem transgredir, se fazer aparecer e com a cultura hip-hop ele pode fazer isso e se expressar. Assim vai usar toda a energia que tem para a arte, para uma coisa boa”, acredita Trampo, que faz trabalhos para revistas e usa o grafite como arte.

No sábado, os visitantes e participantes do encontro conferiram um show com Emicida. Mais de 600 pessoas compareceram ao ginásio do Sesc para conferir a apresentação do rapper. Além dos participantes, jovens e muitas famílias estiveram na atração, que contou com a apresentação surpresa de Slim Rimografia, que abriu o show de Emicida.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here