Para que possamos chegar o mais próximo de um bom relacionamento entre o B.boy e a Música é fundamental que haja um profundo envolvimento intimo entre o ser e o sentir a melodia, uma fusão entre ambos, surgindo um canal de sonoridade e de livre expressão fazendo-se imprescindível ter ouvidos aguçados, refinados, perceptíveis a todos os tipos de estímulos sonoros.

KEN SWIFT - 7GEMS
Ken Swift - 7GEMS

A Música é repleta de estímulos auditivos, identificá-los e entende-los é o primeiro passo para ter esse bom relacionamento entre o Ritmo (Ritmo vem do grego Rhytmos e designa aquilo que flui, que se move, movimento regulado sendo assim o ritmo está inserido em tudo na nossa vida) e o tempo de cada estimulo sonoro dentro de uma Métrica Musical (o tempo dos instrumentos dentro da harmonia da música) conciliando-os com os elementos de um bom estímulo sonoro (Música) fundidos a arte de dançar, assim surge no B.boy à percepção de Musicalidade e assim acontece a Síntese de seus passos de dança dentro da música.

Aprimorar está relação com instrumentos dos Breakbeats (estilo musical que os B.boys dançam) faz toda a diferença entre os verdadeiros B.boys (Perseguidores do Ritmo) e os Breaker’s (Realizadores de Gestos Técnicos) onde estudar e entender os acordes musicais é o melhor caminho entre o corpo em movimento e a batida perfeita.

Vivenciar diversos estilos e gêneros musicais populares ou não, cria uma Sintonia Harmônica de musicalidade, desfrutada de forma natural e livre de Pré-Conceitos, ampliando sua sensibilidade significativamente, automatizando seu relacionamento com a música e outras diversas manifestações culturais.

A Harmonia entre o B.boy e a Música exige tempo, paciência e persistência que são critérios fundamentais utilizados por longos períodos de treinos, permitindo assim o envolvimento entre ambos.

O despertar dessa sensibilidade mostra maturidade através de suas expressões corporais fundidas à música propiciando ao público um espetáculo visual e sonoro assim não tenha vergonha de expor suas vivências motoras (gestos – movimentos), pois, expressá-las dançando da maneira que gosta acaba deixando de lado o que está em evidência (Moda) expressando somente o seu sentimento.

Suas experiências corporais ou vivências motoras adquiridas antes de ter contato com a Dança, somadas à dança e assim a Musica fazem parte do processo de construção de seus “passos” e nessa escalada de relação de envolvimento vai ampliando seu vocabulário técnico gestual.

O que vemos na dança de hoje é bem diferente do que demonstravam antigos B.boys, porém a ausência de Alma que para nós significa “Vida” ou melhor “Flavor” como dizem os criadores “Sabor” nos fundamentos (passos de dança) dessa atual geração mostra que esses dançarinos se preocupam somente com o Grau de Dificuldade e Estética, perdendo a sua Essência (movimentos sincronizados com a música) que vem de seu intimo, a verdedeira intimidade do B.boy com a Musicalidade.

A Musicalidade é uma virtude, uma característica do B.boy que precisa ser trabalhada junto com seu ego, pois a atitude diz muito do que somos, e assim notamos que são poucos os que se preocupam com as qualidades de um autêntico B.boy.

Quando alguns conseguem quase que por coincidência ou sorte acertar seus passos (gestos técnicos) nas Batidas e Cortes dos DJ’S ou nas pausas dos Instrumentistas (músicos) agem com arrogância e soberba como se dominassem essa técnica.

Sorte ou acaso apenas não basta é preciso encontrar o Feeling (sentimento) e somá-lo a Música e a Técnica e não somente executar passos e movimentos se gabando, achando ser o único a conseguir tal proeza, diminuindo outros dançarinos que se iniciam em rodas e competições, não tendo atitude nem ao menos maturidade suficiente para adquirir personalidade e ser valorizado como um verdadeiro e Autêntico B.boy Original.
Poucos são agraciados com essa admirável desenvoltura auricular (saber ouvir) sejam músicas ou as Experiências dos B.boys da Velha Escola.

É necessário utilizar-se de toda “Sabedoria” adquirida representando muito bem seus Países, suas Cidades, seus bairros, suas Crew´s, enfim quem você é divulgando com Personalidade e Excelência o que é ser um B.boy Genuíno conhecendo e dominando como ninguém o que chamam por ai de Música algo que Dominamos e que faz parte do ar que respiramos.

Fonte: www.tupinikingz.blogspot.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here