É incrível como nos últimos anos todos os movimentos, passos e manobras têm passado por grandes mudanças, e essa transformação cresce a cada dia, são as famosas e cobiçadas variações. Essas variações são mais abrangentes nos powermoves. Percebe-se essas grandes mudanças que os powermoves têm passado quando se observa um vídeo do Back Spin, Battle Of The Year, etc.

new_school_powermovesQuando surgiram os powermoves, eram executados somente por se só, ou seja, quando o bboy usava powermoves na sua apresentação geralmente ele mandava apenas um, com o tempo foram surgindo outros powermoves e teve-se a necessidade de combiná-los, formando assim as sequências. Com o passar do tempo quando as combinações de powermoves encontravam-se enfadonhas, para os bboys da época, eles passaram a desenvolver algumas técnicas por cimas desse movimentos, que foram as variações, reverções e combos.

Hoje, dificilmente você ver um Flare seco, sem nenhuma variação, isso porque os critérios exigidos e a batalhas tornaram-se mais rígidos e as batalhas mais competitivas, devido ao grande número de powermoves mandados na hora da batalha, então para que ganhe destaque e cause ao público e aos jurados um impacto maior e demonstrar um grande nível de aperfeiçoamento nesses movimentos há a necessidade de literalmente variar os powermoves.

Vale qualquer coisa, drops, combos, combination e até mesmo um pouco de adaptações de freezes entre um move e outro. Mas a importância de todas essas adaptações nos powermoves é que torna a dança mais atraente e dar um grande impacto aos amantes da cultura Hip Hop, como em qualquer outra área é preciso incorporar novas tendências no Breaking não é diferente. Hoje a mídia mainstream se usa dessas variações para buscarem atenção de seus públicos, é o que podemos observar em diversos trailers de campeonatos mundiais e nacionais.

Evolução sempre!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here