As Dez Melhores Dicas para um Bboy

3

bgirl_breakdance_mandamentosTendo em vista dicas de como treinar Breakdance, dicas de powermoves, dicas de Footwork, Dicas de treino para melhorar o Top Rock e várias outras dicas que podem lhe auxiliar como bboy, hoje irei compartilhar Os 10 Mandamentos do Bboy. Como já sabemos, para ser um bom bboy, não é preciso necessariamente dançar bem, mas também é preciso saber conviver com as outras e/ou breakers, saber representar a cultura Hip Hop onde quer que esteja, enfim, ter toda uma disciplina que mostre a sociedade o grande papel que os bboy e bgirls assumem numa comunidade. Então compartilharei com vocês As Dez Melhores Dicas Para ser um excelente Bboy ou Bgirl, São dicas simples e objetivas.

  1. Mostre respeito as pessoas.
  2. Aprenda a história do B.Boyin.
  3. Mantenha seus movimentos na batida.
  4. Aprenda todos os fundamentos.
  5. Não faça somente flaire e headspins.
  6. Sempre esteja pronto pra batalhar.
  7. Sempre faça up-rock.
  8. Sempre segure os freeze por pelo menos 1,5 segundos.
  9. Não roube movimentos,a menos que o inventor lhe de permissão para usar seu movimento.
  10. Sempre represente os B.Boys de forma positiva não importa o lugar onde.

Existem os fundamentos básicos da dança do BBoy (dançarino):

1.Top Rock (preparação) é como um passo de Funk estilizado.

2 .FootWork (trabalho dos pés) traçando as pernas em volta do corpo continuamente;

3.Freeze (congelamento) é a finalização da dança do solo do B Boy.

4. Powermoves – Giros, saltos, acrobacias e todos os movimentos de ginástica foram adicionados depois de 1980. Estes movimentos (power move) não são considerados dança, são apenas movimentos de dificuldade e velocidade que somados à dança tornam o B. Boy mais extraordinário. Power Move não é um estilo de dança, é uma denominação para estes novos elementos. Por isso não se esqueça, B. Boy (dançarino) é aquele que D A N Ç A no Break (BATIDA) da Musica! O Break era uma dança inventada pelos porto-riquenhos, através da qual expressavam sua insatisfação com a política e a guerra do Vietnã. Tinha inspiração, entre outras coisas, em movimentos de artes marciais, como o Kung Fu. O Break se alastrou junto com as gangues de Nova York, que por volta do final da década de 60, respondia à opressão social com violência brutal. Era comum o confronto armado. Por tradição norte-americana os grupos étnicos não se misturavam daí tínhamos gangues de hispânicos e gangues de negros. Cada uma tinha seu código de grupo, o chamado TAG (assinatura dos grafiteiros), e demarcavam os territórios com Grafites nos muros dos bairros de Nova York. Contudo nos momentos de descontração, essas gangues dançavam o Break.

“O Break é um estilo de vida…
É o ar que eu nós respiramos…
É o coração pulsando com o som da caixa!
O Break se resume em movimento,
Movimento se resume em vida,
E a vida se resume em Break Dance!”

Fonte: Jovens na Ativa Crew
jnacrew.wordpress.com

3 COMENTÁRIOS

  1. …hnnnn.. já disse que este site é P E R F E I T O?
    Poiseh… sem palavras, cara…
    Já sou fã, td dia tô por aq lendo, aprendendo, assistindo…

    Continuem assim (Y)

    bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here